Estratégia e Preparação para a Internet das Coisas – Parte I: Criando a base para a execução de IoT

Bill Reeves, VP de Marketing de Produto
16 de abril de 2019 08:00:00 EDT

A imensa promessa da Internet das Coisas (IoT) é igualada apenas por sua complexidade. Para realizar plenamente essa promessa, as empresas devem fazer uma avaliação completa da capacidade de transformação da organização em torno da tecnologia e gerar uma estratégia de implantação.

Definir uma Estratégia antes de tudo

Uma estratégia de IoT não deve ser muito diferente da estratégia geral de negócios. Os objetivos mais importantes de uma organização devem ser explorados, buscando maximizar o impacto – seja ele para garantir melhor experiência do cliente, incremento de receita, ou até mesmo redução de custos por ineficiências operacionais. Cada sub-estratégia ou iniciativa da IoT deve começar com a identificação de processos de negócios bem focados, permitindo que a empresa entenda onde estes processos atuam, em quais sistemas precisam ser integrados, etc. Esse entendimento estabelece as bases para as inúmeras decisões estratégicas que se seguem, com alguns dos elementos listados abaixo:

  • Requisitos de Segurança – É imperativo projetar e construir sua solução com segurança como prioridade máxima. O nível de protocolos de segurança exigido é diretamente proporcional à importância e à sensibilidade dos dados que a solução irá acessar, e as melhores práticas devem ter segurança "projetada" e atualizada em todas as camadas da solução.
  • Arquitetura da rede IoT – Existem inúmeras opções de rede disponíveis para conectar soluções e cada uma possui recursos muito específicos relacionados a faixa, largura de banda, taxa de transferência, segurança, escalabilidade, suporte à mobilidade e custo. Examine atentamente essas tecnologias para determinar a solução ideal para suportar os resultados desejados do seu projeto.
  • Requisitos do dispositivo conectado – Ao escolher dispositivos, primeiro decida se você vai projetar e construir equipamentos proprietários internamente, ou se um dispositivo de prateleira, pronto para uso, atenderá a demanda. Certifique-se de selecionar o dispositivo adequado, compatível com os requisitos de rede, segurança e aplicativos desejados.
  • Estratégia de aquisição e fornecimento – O ecossistema da IoT é altamente complexo, com inúmeros fornecedores oferecendo várias soluções, componentes, sistemas e serviços necessários para implantar da solução completa. Considere todas as atividades, como previsão de demanda, gerenciamento de pedidos e gestão de inventário, para garantir que seus recursos sejam alocados adequadamente, permitindo gestão e escalabilidade.
  • Solução de Testes - Os Programas Piloto permitem que as empresas entendam melhor onde e como os processos de negócios ocorrem, quais sistemas estão integrados, além de permitir projetar requisitos de segurança de maneira mais clara. Os principais aprendizados dos programas piloto podem orientar muitas das decisões estratégicas a serem tomadas para uma implantação em escala, aumentando as chances de sucesso a longo prazo.
  • Estabeleça padrão de Organização – projetos de IoT geralmente exigem colaboração de equipes multifuncionais. Determine quais processos serão tratados internamente e o que demandará apoio externo, buscando alinhar como essas equipes trabalharão juntas. Devido aos recursos especializados exigidos para implantações de projetos complexos de IoT, geralmente é recomendável envolver uma empresa parceira que seja confiável no mundo de conectividade IoT que possa dar suporte e complementar as equipes internas.
  • Estabelecendo Governança – A governança da internet das coisas se concentra no ciclo de vida dos dispositivos, nos dados gerenciados pela solução e nos aplicativos. Definir a governança de projetos IoT na fase de estratégia garante que os conceitos e princípios atinjam os objetivos de negócios esperados.
  • Estabelecendo e Monitorando as Métricas (KPIs) - Os KPIs de projetos de IoT devem avaliar o impacto nos negócios da solução que você está trazendo para o mercado. Estabelecer linhas de base e benchmarks no início do processo garante que todos se envolvam em como a iniciativa está progredindo.

Não existe uma estratégia única que possa ser aplicada em setores diferentes. Entretanto, promover a colaboração, garantir maior segurança e escolher o mix ideal de tecnologia, fornece a base necessária para o sucesso do seu projeto. A parceria com um consultor de IoT confiável com profundo conhecimento e experiência em IoT, alcance global, soluções específicas e agilidade de implantação acelera a realização de valor e afeta consideravelmente os resultados de negócios.