3 Fatores para Simplificar sua Migração para o 4G LTE

Bill Kramer, Vice-Presidente de Tecnologias Avançadas
30 de Julho de 2019 8h56min48s EDT

A tecnologia celular, especialmente no que diz respeito à Internet das Coisas (IoT), transformou-se dramaticamente nos últimos cinco a dez anos. Com o surgimento de novas tecnologias 4G LTE, as mais antigas - incluindo o 2G e o 3G - se tornam desatualizadas e, eventualmente, obsoletas. Na verdade, quase todas as principais operadoras norte-americanas estão planejando encerrar suas redes 2G e até 3G nos próximos três a cinco anos. No Brasil ainda não há comunicação oficial, apesar de uma clara percepção de mercado da degradação da qualidade das redes mais antigas, afetando a comunicação entre dispositivos como rastreadores e máquinas de cartão de crédito. As empresas dependentes da tecnologia M2M são obrigadas a no mínimo adaptar, atualizar ou substituir seus módulos de conectividade, se não for o caso de trocar dispositivos inteiros para evoluir de tecnologia celular e migrar para o 4G LTE. Entender qual tecnologia de conectividade será mais benéfica para sua empresa começa com entendimento dos recursos necessários. Delinear suas expectativas pode ajudar a determinar qual tipo de 4G LTE é ideal para o seu negócio.

A tecnologia 4G LTE (Long Term Evolution – Evolução de Longo Prazo) veio da necessidade de transmitir mais dados, mais rapidamente para dispositivos focados no consumidor, como smartphones e tablets. Mas a maioria das empresas que utiliza dispositivos com conectividade M2M não tem a necessidade de todas as funções e capacidades destas novas redes, e os custos envolvidos não as permitem prestar serviços em uma faixa de preço aceitável e competitiva no mercado. Novas opções de 4G LTE de baixa potência, também chamadas de LPWAN, são um ótimo meio termo; eles possuem um consumo de energia incrivelmente baixo, áreas de cobertura aprimoradas e dispositivos com vida útil mais longa, o que o torna ideal para a maioria dos dispositivos M2M e IoT. No entanto, nem todas as variedades 4G LTE de baixa potência foram criadas iguais. Ao escolher a tecnologia de conectividade correta para sua empresa, considere as necessidades de largura de banda, os requisitos de capacidade e o preço ideal do módulo.

  1. Largura de banda

A quantidade de dados que você planeja transferir e a velocidade com a qual você precisa que essa transferência aconteça afetará diretamente os recursos de largura de banda que você deve procurar. Se você está transferindo apenas uma pequena quantidade de dados por mês, a tecnologia chamada NB-IoT pode ser mais do que suficiente, permitindo aproximadamente 250 Kbps. Há um salto de velocidade quando analisamos o 4G CAT-M1, atingindo picos de download de até 1 Mbps. Para usos mais robustos com alto volume de dados, será preciso explorar a tecnologia de banda larga 4G LTE CAT 6, que vai além dos 100Mbps, sendo mais que suficiente para muitas aplicações móveis. Com exceção dos aplicativos de telemedicina que exigem transmissão de vídeo ao vivo, e poucos outros casos de uso demandam tamanha largura de banda. A maioria dos dispositivos de M2M e IoT não demanda transmitir dados em volume suficiente que justifique o uso desta última tecnologia. No entanto, estabelecer suas necessidades de largura de banda é um importante primeiro passo para identificação de qual categoria tecnologia é ideal para o desempenho de seu dispositivo.

  1. Capacidade

Embora a aplicação prática dos seus dispositivos impacte no volume de dados que irá consumir mensalmente, outra coisa a considerar são os recursos que você precisará. O dispositivo precisará enviar e receber dados ou apenas a transferência unidirecional será suficiente? Os dispositivos serão móveis e exigirão troca de sinal com diferentes antenas? Ou eles permanecerão estacionários, com pouca ou nenhuma necessidade de mobilidade? Se você não precisar desses recursos, o NB-IoT é uma ótima opção. Com a possibilidade de explorar recursos adicionais, terá a desvantagem de afetar negativamente a vida útil da bateria do seu dispositivo. Quanto mais robusto e complexo for o seu dispositivo, menor será a duração da bateria.

  1. Custo

Simplificando, conforme suas necessidades e exigências aumentam, será necessário avaliar os custos associados. Se seus dispositivos de IoT não precisarem de recursos de alta largura de banda e não precisarem de transferências de dados full duplex, você poderá facilmente optar por soluções mais econômicas, como 4G NB-IoT ou 4G LTE Cat-M1. Cada um deles oscila entre 5 e 20 dólares por módulo e são ideais para casos de uso simples. Junto com esse preço mais baixo, no entanto, você corre o risco de perder aspectos do seu suporte de mobilidade. Para um uso mais robusto da largura de banda e suporte total à mobilidade, opções como 4G LTE Cat 6 são mais propensas a se adequar à conta. Essas variedades aumentam bastante o custo para mais de 40 dólares por módulo.

Encontrando a solução 4G LTE correta

Com ainda mais fatores a considerar, escolher a solução 4G LTE certa para suas necessidades de conectividade M2M e IoT é complicado. Conforme ocorrem as transições de tecnologia, o 4G LTE se torna a opção mais à prova do futuro. Sua conectividade segura de ponta a ponta e a capacidade de dimensionar e suportar um grande número de dispositivos, permitirão a ampliação de seus negócios, acompanhando o ritmo da inovação. Trabalhar com uma empresa confiável com experiência em conectividade M2M ajudará sua empresa a navegar pelas diversas opções disponíveis, para encontrar a tecnologia que melhor atende metas de negócios, garantindo uma migração perfeita. Faça o download do e-book completo: Conheça os Impactos das Novas Redes 4G LTE para acessar a matriz de comparação LTE completa e identificar a tecnologia 4G LTE certa para suas necessidades.