O Básico sobre eSIM: Uma introdução ao eSIM para Internet das Coisas

Marco Bijvelds, Vice-Presidente de Gestão de Produtos Internacionais
2 de Março de 2019 10h0min0s EST

O provisionamento de SIM Cards está se tornando uma realidade para dispositivos de IoT. A tecnologia chamada Embedded SIM, ou “eSIM”, está abrindo portas para inovações e benefícios de negócios possibilitados pelas melhorias na conectividade e segurança diferenciada.

O eSIM remonta aos SIM Cards usados pelas operadoras de celular para identificar e autenticar assinantes em suas redes. Esses circuitos integrados tiveram origem em 1991 e continham informações exclusivas de assinantes em um chip do tamanho aproximado de um cartão de crédito. Em 1996, o fator de forma (que é usualmente referenciado como FF dependendo do tamanho do SIM Card) foi drasticamente reduzido, o que resultou em maior adoção por fabricantes de telefones celulares. Nos 20 anos seguintes, os SIM Cards reduziram em tamanho e aumentaram suas capacidades. Os cartões tradicionais mantinham os usuários em uma única rede de operadora e tecnologia celular, tornando ineficiente e caro mudar de operadora ou atualizar para novas tecnologias de celular.

Atualmente, os eSIMs estão disponíveis para aliviar os desafios mencionados anteriormente, permitindo o provisionamento remoto, chamado OTA (Over-the-Air), eliminando a necessidade de trocar o SIM Card ao mudar para uma rede de operadora diferente ou rede de celular diferente (2G, 3G, 4G LTE, etc). O eSIM está disponível em todos os formatos para atender às necessidades exclusivas de cada dispositivo. Isso permite que os designers de soluções da Internet das Coisas criem dispositivos que melhor atendam às necessidades centradas no cliente, em comparação com o trabalho em torno de um tamanho e forma específicos do SIM, ou requisitos específicos da rede da operadora.

Talvez a aplicação mais interessante da tecnologia eSIM esteja nos dispositivos IoT. O eSIM já está nas fases iniciais de implantação com os primeiros usuários nos setores de carros conectados, e soluções industriais. Entre os muitos benefícios empresariais, as tecnologias de eSIM reduzirão significativamente as complexidades de implantação global, nas quais as organizações tradicionalmente dependem de estoque, aquisição, treinamento e gerenciamento de várias SKUs de SIM Cards para cada uma das regiões em que operam.

 Os benefícios do eSIM para aplicações de Internet das Coisas (IoT) incluem:

  • Dispositivos conectados à prova de futuro. Os dispositivos de IoT implantados por um longo período de tempo são protegidos contra o impacto da evolução das tecnologias de rede, do desligamento de redes antigas, ou mesmo de terminais de serviço obsoletos, eliminando os entraves técnicos de mudança de operadora e tecnologia associando o dispositivo à um único eSIM.
  • Eliminando os custos de troca do SIM. O provisionamento remoto para diferentes perfis de operadoras ou tecnologias de rede, permitem que as organizações eliminem a necessidade de comprar novos SIM Cards e substituição física por novos SIMs.
  • Simplificação da Gestão Logística. Sem a necessidade de substituir fisicamente os SIMs legados, as organizações eliminam o processo custoso e demorado de gerenciamento de parada de veículos e máquinas, principalmente quando fazem partes de soluções com abrangência geográfica dispersa.
  • Maximizar o retorno dos investimentos em IoT. Ao reduzir os custos e melhorar as eficiências operacionais e logísticas, as organizações têm o poder de minimizar o custo total dos dispositivos conectados e maximizar o Retorno sobre o Investimento em IoT.

 

A estrada adiante

Embora algumas das principais operadoras de celular estejam levando as soluções eSIM ao mercado, seu valor é restrito às capacidades específicas de cada operadora, relacionadas à área de cobertura, compatibilidade de tecnologia (por exemplo, 2G, 3G, 4G LTE etc.) e outros serviços de valor agregado. Isso limita a oferta de uma única operadora de lidar adequadamente com os desafios de negócios que as tecnologias de eSIM são projetadas para aliviar.

Ao selecionar um parceiro eSIM, procure os seguintes recursos:

  • Um único eSIM independente de operadora: Procure eSIMs robustos compatíveis com IoT, que sejam programáveis remotamente com base nas especificações GSMA eSIM, com a opção de integrar applets eSIM para autenticação segura e que permitam monitoramento de rede.
  • Conectividade Multioperadora: opte por uma única solução eSIM que ofereça opções entre operadoras e tecnologias (2G / 3G / 4G LTE).
  • Interface Única: simplifique os dispositivos habilitados para eSIM com uma plataforma que permite a supervisão em todas as conexões de rede, com ferramentas abrangentes de provisionamento, relatórios e diagnósticos em tempo real.

 

Embora ainda existam desafios técnicos à frente no caminho para o uso onipresente de eSIM, é empolgante a promessa de implantação de conectividade simplificada, que possa suportar diversas tecnologias de rede e facilite a implantação logística de dispositivos. As soluções eSIM mitigarão os riscos operacionais de desligamento de redes ou alterações de tecnologia, minimizando o custo total de propriedade durante toda a vida útil dos dispositivos dos clientes - maximizando o retorno sobre seus investimentos em IoT.

Para obter mais informações sobre o eSIM, acompanhe o Blog da KORE Brasil e entre em contato com seu consultor por email, ou pelo formulário em nosso site.